Turbulências Globais Não Põem Em Causa O Interesse Por Investir Na Colômbia

Turbulências Globais Não Põem Em Causa O Interesse Por Investir Na Colômbia

Off Por

apesar do lerdo crescimento da economia do estado e a hesitação geopolítica na turbulência comerciais entre os EUA e a China, a Colômbia é um dos principais destinos pra investir pela região este ano. Esse é um dos principais achados da nova medição do Barômetro de Confiança de Capital, consumada entre fevereiro e março de 2019, e que consultou a 2900 executivos sênior do setor de negócios.

Entre algumas coisas, o estudo perguntou sobre o assunto a sabedoria da economia a grau global e se influencia ou não o desenvolvimento econômico vagaroso para a estratégia corporativa. “A certeza dos empresários pela Colômbia é interessante e tende a ser melhor em conexão ao ano anterior”, diz.

De que jeito tá o otimismo dos executivos em frente ao panorama econômico lugar e global? 81% dos entrevistados colombianos e 93% dos globais acreditam que o avanço econômico global está melhorando. Este é um acrescentamento de sete pontos frente aos resultados do mesmo tempo do ano passado. Mas há nervosismo frente às turbulências geopolíticas?

  • 38 h Uma imagem de concentração em Ciutadella, próximo às portas do Parlamento
  • Linha 7 sete Maravilhas – Timóteo Lozano na Avenida Miguel Alemão
  • 1008 – Sigfrid (ou Sigurd), um missionário inglês, batizou o Rei Olavo da Suécia
  • Presidente
  • Samuelson, Paul; and Nordhaus, William. Economics. McGraw-Hill International Editions: 1989
  • 2 Conflito com os sármatas e os persas
  • dez Drogas nootrópicas

O novo panorama político pela Colômbia aumentou a certeza? No ano anterior, até o que foi a primeira volta das eleições presidenciais, o tema das transações estava parado. Posteriormente, depois de agosto, começou com muita força, uma vez que tivemos entre dez e 12 transações mensalmente, quando geralmente você poderá ter uma média de quatro. O que se está visualizando é uma melhoria em 2019 e pro ano que vem, com toda certeza, continuará a ampliar.

Por que a nação será capaz de ser atrativo para o investimento, apesar dos riscos econômicos mundiais? Em quais setores há segurança? A economia se bem que esteve parada durante uma grande porção do ano passado por eleições, o investimento estrangeiro está entrando fortemente pela Colômbia e nós estamos investigando a quantidade de transações, especificamente, no setor financeiro.

Uma delas se acaba de fazer pública, de Bancompartir. O tema da cannabis é alguma coisa tremendo, o progresso que está tendo é imenso e as organizações canadenses que está entrando para a Colômbia com potência. Não menos de oito empresas nos solicitaram serviços, isso é investimento que chega a Colômbia e são empregos que são gerados. O que olham pros investidores?

A realidade é que a prata pode botar em África ou em mercados emergentes da américa Latina e aqui quando você faz um paneo do mercado descobrir a Colômbia, com um crescimento moderado. Em quais setores foram feitas as transações?

O setor de petróleo é bom e aí se fizeram muitas transações, no entanto onde se fecharam as maiores foi no sector de retalho, em tecnologia. Há algumas empresas de software que foram comercializados, o setor de serviços financeiros também é respeitável e serviços industriais.

De onde vem o dinheiro? Vem da Europa, Inglaterra, França, Alemanha, EUA e Peru. Será que os investidores sentem que há firmeza jurídica? O barômetro mede os postos, mas o que se vê no término do dia é que a segurança dos empresários pela Colômbia é legal e tende a ser melhor contra o ano passado. As reformas tributárias não lhes cai super bem internamente, entretanto, a realidade é que isso não diminuiu a quantidade de transações que nós recebemos, ao inverso, foram aumentando. Não tenho dúvida que a Colômbia lhes dá uma garantia aos investidores de uma estabilidade jurídica. O investidor estrangeiro olha para a Colômbia com bons olhos por uma economia além dos riscos políticos, com uma inflação baixa e com uma moeda relativamente estável.